O PROGRAMA

O Programa Compasso Socioemocional é um programa para todos os alunos, lecionado pelos próprios professores de sala de aula que visa aumentar o desempenho acadêmico e social dos alunos e diminuir problemas de comportamento por meio do ensino de habilidades socioemocionais.

Visão Geral

O Programa Compasso Socioemocional é um programa para todos os alunos, lecionado pelos próprios professores de sala de aula que visa aumentar o desempenho acadêmico e social dos alunos e diminuir problemas de comportamento por meio do ensino de habilidades socioemocionais.

Assim como para adquirir competências cognitivas temos um currículo que ensina habilidades e conteúdos específicos, é necessária uma estrutura semelhante para ensinar as competências e habilidades não-cognitivas.

O programa promove habilidades que fortalecem a capacidade dos alunos para aprender, ter empatia, lidar com as emoções e resolver problemas. Ao difundir as habilidades socioemocionais, a escola cria um ambiente de aprendizagem mais seguro e respeitoso, promovendo o sucesso escolar para todos.

"Eu tive uma grata surpresa no período de formação (…) que me sinalizou como uma ferramenta que há muito tempo eu já esperava."

2015

O Programa Compasso Socioemocional possui 4 pilares:


  1. Material Estruturado:
    Currículo estruturado em 22 pautas de aulas para serem ensinadas por professores de sala de aula.

  2. Interação com a Família e Comunidades:
    O caderno do aluno com atividades para casa possibilita uma maior
 interação entre a escola e a família.

  3. Formação Constante:
    Orientações pedagógicas mensais sobre o ensino-aprendizagem socioemocional e apoio para os professores na utilização do material didático.

  4. Avaliação e Pesquisa:
    Monitoramento, revisão e aprimoramento das práticas da sala de aula relacionadas a educação socioemocional.


História: Eua e Brasil

O Programa Compasso Socioemocional é a versão brasileira do programa Second Step, desenvolvido pelo Committee for Children, uma organização não-governamental dedicada a promover desenvolvimento social e emocional às crianças por meio da aprendizagem socioemocional. O Second Step já foi traduzido, adaptado e implementados em mais de 70 países, estima-se que mais de 9 milhões de alunos já tenham se beneficiado do programa.



Currículo

O Programa Compasso é estruturado em 4 unidades: Habilidades para Aprendizagem, Empatia, Lidando com as Emoções e Resolução de Problemas.

As Habilidades para Aprendizagem preparam os alunos para aprender em um ambiente de sala de aula. Ao desenvolver a Empatia os alunos aprendem a reconhecer seus próprios sentimentos e os dos outros.

Na unidade Lidando com as Emoções, os alunos aprendem a reconhecer os sentimentos intensos e a acalma-los, tornando-se menos propensos a comportamentos agressivos. Por fim, na unidade Resolução de Problemas, os alunos são capazes de resolver os problemas interpessoais de maneira justa e eficiente.



Socioemocional

“Crianças emocionalmente inteligentes são mais felizes, mais saudáveis e aprendem com maior facilidade. Elas se comunicam melhor, são menos ansiosas e se recuperam mais rapidamente de situações difíceis”.

CASEL -The Collaborative for Academic, Social and Emotional Learning

Definição

"Aprendizagem de habilidades socioemocionais é uma das estratégias mais significativas disponíveis hoje para promover sucesso acadêmico estudantil e reformas escolares eficazes. Pesquisas extensas descobriram que a aprendizagem socioemocional melhora resultados acadêmicos, ajuda alunos a desenvolver autocontrole, melhora as relações da escola com a comunidade, redução de conflitos entre os alunos, mantém o controle da sala de aula e ajuda jovens a serem mais saudáveis e bem sucedidos na escola e na vida."

CASEL -The Collaborative for Academic, Social and Emotional Learning

Aprendizagem socioemocional é um termo utilizado para explicar o processo pelo qual ensinamos e aprendemos competências socioemocionais.
Ao adquirir uma competência, adquire-se a capacidade de mobilizar os mais variados recursos de forma criativa e inovadora. Para a consolidação de uma competência é necessário que um conjunto de habilidades, comportamentos e atitudes sejam desenvolvidos, e a mesma habilidade pode contribuir para competências diversas.

O CASEL define como essenciais as seguintes competências socioemocionais

O "Big Five", ou seja, os Grandes Cinco, é um termo que remete à características e traços da personalidade humana. Esses são Amabilidade, Conscenciosidade, Abertura a Novas Experiências, Extroversão e Estabilidade Emocional. Analisando esses traços, observa-se tendências das atitudes humanas na vida moderna.

Aprendizagem socioemocional é portanto, o processo desenvolvido e escolhido para ensinar as habilidades necessárias para adquirir competências socioemocionais. O quadro abaixo demonstra exemplos das habilidades relacionadas a cada competência.

Competência Socioemocional Habilidades relacionadas a cada competência
1 - Autoconhecimento é a competência de reconhecer as próprias capacidades, valores, motivações e emoções; compreender como é percebido e interpretado por outras pessoas.
  • Identificar e reconhecer emoções próprias e de outros.
  • Identificar o que causa cada uma das emoções.
  • Analisar emoções e como elas afetam os outros.
  • Reconhecer dificuldades e facilidades próprias.
  • Identificar seus valores e necessidades.
  • Autoestima e eficiência pessoal.
2 - Autorregulação é a capacidade de gerenciar emoções, pensamentos e comportamentos; estabelecer metas, se motivar e alcançar objetivos.
  • Planejar e trabalhar para objetivos pessoais.
  • Passar por obstáculos e criar estratégias para objetivos de longo prazo.
  • Monitorar o próprio progresso.
  • Regular impulsos, agressividade, comportamentos autodestrutíveis.
  • Gerenciar stress pessoal e interpessoal.
  • Controlar atenção e ignorar distrações.
  • Demostrar otimismo, motivação positiva, e esperança.
  • Buscar ajuda quando necessário.
  • Demonstrar resiliência, perseverança e determinação.
  • Defender a si mesmo.
3 - Sociabilidade permite que indivíduos levem em consideração perspectivas alheias e sejam empáticos com outras pessoas.
  • Identificar indicadores sociais (verbais, físicos) para determinar como outros estão se sentindo.
  • Prever reações e emoções alheias.
  • Respeitar os outros (escutar atentamente, focar atenção).
  • Entender o ponto de vista e a perspectiva do outro.
  • Apreciar diversidade (reconhecer semelhanças e diferenças individuais e de grupos).
  • Identificar e utilizar recursos da família, escola e comunidade.
4 - Competências de Relacionamento:permite que alunos desenvolvam e mantenham relacionamentos saudáveis com os outros, incluindo as habilidades de resistir a pressões sociais negativas, resolver conflitos interpessoais, e buscar ajuda quando necessário.
  • Demonstrar capacidade de fazer amizades.
  • Apresentar objetivos de aprendizagem cooperativa.
  • Avaliar habilidades pessoais e comunicar com outros.
  • Controlar e demonstrar emoções em relacionamentos, respeitando diferentes pontos de vista.
  • Cultivar relacionamentos com pessoas que podem oferecer ajuda.
  • Ajudar a quem precisa.
  • Demonstrar habilidades de liderança quando necessário, sendo assertivo e persuasivo.
  • Prevenir conflitos interpessoais mas resolvê-los quando aparecerem.
  • Resistir a pressões para comportamentos inapropriados.
5 - Decisões Responsáveis permite que alunos pensem sempre em múltiplos fatores, tais como ética, valores, respeito e segurança, na tomada de decisões. Essa competência inclui a capacidade de resolução de problemas, sejam problemas sociais ou escolares. A aprendizagem socioemocional é portanto, o processo desenvolvido para ensinar as habilidades necessárias para adquirir competências socioemocionais.
  • Identificar decisões tomadas no ambiente escolar.
  • Discutir estratégias para resistir a pressões de amigos.
  • Refletir sobre como escolhas presentes influenciam o futuro.
  • Identificar problemas na tomada de decisão e propor alternativas.
  • Implementar habilidades de resolução de problemas.
  • Autorreflexão e auto-avaliação.
  • Tomar decisões baseadas em padrões morais, éticos e pessoais.
  • Decisões responsáveis consideram efeitos no indivíduo, escola e comunidade.
  • Negociar justamente.
Fonte: Yoder, 2014

Habilidades Socioemocionais

Habilidades Socioemocionais são habilidades necessárias para compreender e gerir emoções, definir e atingir metas positivas, sentir e demonstrar empatia com os outros, estabelecer e manter relacionamentos, e tomar decisões responsáveis.



Benefícios do
Programa Compasso

Aumento de sucesso Acadêmico e Social

Solução dos Problemas Comportamentais

Desenvolvimento das Competências Cognitivas

Controle da Emoção e Solução de Problemas

Desenvolvimento da Empatia

Habilidades Socioemocionais e de Autorregulação

Materiais

Currículo cuidadosamente elaborado e estruturado em 22 aulas para serem ensinadas por professores de sala de aula.

Educação Infantil 4 anos

  • 2 Fantoches
  • 4 Unidades
  • 22 Aulas Semanais
  • Exercícios para o Cérebro
  • Cartazes
  • Caderno do Aluno
  • Caderno do Professor
  • CD e DVD
  • Cartas dos Sentimentos
  • Jogo da Trilha

Educação Infantil 5 anos

  • 2 Fantoches
  • 4 Unidades
  • 22 Aulas Semanais
  • Exercícios para o Cérebro
  • Cartazes
  • Caderno do Aluno
  • Caderno do Professor
  • CD e DVD
  • Cartas dos Sentimentos
  • Jogo da Trilha

Material 1º Ano

  • 2 Fantoches
  • 4 Unidades
  • 22 Aulas Semanais
  • Exercícios para o Cérebro
  • Cartazes
  • Caderno do Aluno
  • Caderno do Professor
  • CD e DVD

Material 2º Ano

  • 4 Unidades
  • 22 Aulas Semanais
  • Exercícios para o Cérebro
  • Cartazes
  • Caderno do Aluno
  • Caderno do Professor
  • CD e DVD

Material 3º Ano

  • 4 Unidades
  • 22 Aulas Semanais
  • Exercícios para o Cérebro
  • Cartazes
  • Caderno do Aluno
  • Caderno do Professor
  • CD e DVD

Material 4º Ano

  • 4 Unidades
  • 22 Aulas Semanais
  • Exercícios para o Cérebro
  • Cartazes
  • Caderno do Aluno
  • Caderno do Professor
  • CD e DVD

Material 5º Ano

  • 4 Unidades
  • 22 Aulas Semanais
  • Exercícios para o Cérebro
  • Cartazes
  • Caderno do Aluno
  • Caderno do Professor
  • CD e DVD

Formação

O Instituto Vila Educação, uma organização não-governamental sem fins lucrativos, é responsável pelo Programa Compasso e realiza as formações de gestores e professores das escolas que implementam o programa. O modelo de formação é composto por duas etapas: A primeira é uma sensibilização para o trabalho com habilidades socioemocionais e uma capacitação para utilização do currículo no decorrer do ano letivo; e a segunda, uma ação formativa continuada para o uso e exploração do material, exposição de melhores práticas de sala de aula e espaço de troca de experiências entre os professores.
A formação do Programa Compasso tem como missão dar ferramentas para que professores e alunos sejam bem sucedidos na vida pessoal e escolar.

Modelo de Formação

A formação de professores do Programa Compasso é realizada pelo Instituto Vila Educação, uma organização não governamental sem fins lucrativos que busca trazer melhores práticas em educação para a sala de aula. Com foco prático e aulas interativas, o modelo de formação pensado para o Programa Compasso possui duas etapas: a primeira é composta por uma sensibilização para o trabalho com habilidades socioemocionais e uma capacitação para utilização do currículo no decorrer do ano letivo, e a segunda, uma ação de formação continuada para trabalho com o material, e exposição de melhores práticas e pesquisas sendo realizadas no mundo da educação. Essa segunda etapa de trabalho condiz ao que o Instituto Vila Educação promove como missão: dar ferramentas para professores e alunos para que, seguros, sejam bem sucedidos em todos os aspectos de sua vida pessoal e acadêmica.

Ana Luiza Raggio Colagrossi

Pedagoga pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/RJ - onde atuou em projetos de pesquisa junto ao CNPq, Finep e Inep. Mestre em Psicologia Aplicada à Educação pela New York University - NYU e pós-graduada em Neuropsicopedagogia. Atuou nos EUA e Brasil no atendimento clínico à crianças com distúrbios de aprendizagem e sala de aula. Com experiência em avaliação, pesquisa, implementação de programas educacionais no Children Television Workshop, EUA - Sesame Street. Membro de instituições ligadas a infância e adolescência no Brasil e EUA, e membro fundadora do Instituto Vila Educação atuando como Diretora Executiva, além de participar na formação e sensibilização de professores do Programa Compasso Socioemocional.
Adora sua família, conversar com os filhos, estar com os amigos e uma boa música.
Acredita que uma educação pública de qualidade é o caminho para o nosso país.


Marcela Moura Almeida

Marcela Moura Almeida é mestre em Filosofia pela Universidade Pontifícia Católica de São Paulo (PUC/SP) , coordenadora de projetos do Instituto Vila Educação, com experiência em pesquisa e desenvolvimento de projetos, atua na formação e sensibilização de professores para a implementação do Programa Compasso Socioemocional. Antes de entrar para o terceiro setor, Marcela foi empresária, formada em Administração pela Universidade Paulista.
Gosta de cozinhar para os amigos, de viajar p conhecer o mundo e a educação infantil é uma de suas paixões.


Maria Christina de Magalhães Silvestre

Pedagoga pela USP, Psicopedagoga pelo Instituto Sedes Sapientiae, Mestre em Psicologia da Educação pela PUC-SP, Chris completou sua formação aprofundando estudos em Psicodrama no Grupo de Estudos e Trabalhos Psicodramáticos – GETEP. Durante algum tempo trabalhou com educação de jovens e de adultos, uma de suas paixões.
Atualmente, é professora no curso de Psicopedagogia do Instituto Sedes Sapientiae, integrante da equipe pedagógica do Instituto Vila Educação e uma das gestoras da Associação Barreiros de Ilhabela. Também atende crianças e adolescentes em consultório particular. Seu foco é sempre o sócioemocional, principalmente quando o trabalho é com adolescentes.
Adora ir ao cinema, fazer quebra cabeça e cozinhar – de preferência, com amigos ao redor.
Acredita em uma melhor educação no Brasil.


Georgia Vassimon

Pedagoga pela PUC-SP; Psicodramatista, Didata e Supervisora formada pelo GETEP; Psicopedagoga pelo Instituto Sedes Sapientae; Mestre em Educação na área de antropologia filosófica pela UMESP. Diretora e professora do instituto Sedes Sapientae, sócia do GETEP e coordenadora pedagógica do Instituto Vila Educação. Adoro seres humanos, andar, conhecer coisas novas e lugares novos, sou uma aprendiz de viver.


Francila Freitas Pereira de Novaes

É formada em Letras pela Universidade de São Paulo - USP, coordenadora de projetos do Instituto Vila Educação, atua na elaboração, formação e sensibilização de professores do Programa Compasso Socioemocional. Com experiência no setor público, trabalhou no desenvolvimento de cursos a distância e capacitação profissional na Escola de Governo e Administração Pública da Fundap.
Gosta de cinema, conversar com os amigos e conhecer o mundo.



Equipe

O Programa Compasso conta com uma equipe especializada e capacitada.



Mídia

Revista Época
Jornal Extra
Jornal Da Cultura
Jornal O Globo
TV Gazeta
Portal R7